Passagem de Ano

** Mais um A passagem de ano é como um salto para passar uma porta, através de uma cortina fechada. Sentimos o medo do desconhecido que está para lá dela, que se acoita no escuro. Assim estava a minha vida naquele momento, num salto para o desconhecido. E se estava tudo claro, ainda há pouco tempo atrás, agora tudo parecia nublado e cinzento. Soaram as últimas badaladas e aquelas pessoas desconhecidas, na enorme praça no centro do Porto, gritaram, riram, comeram passas e beberam espumante barato. Riram, porque acreditavam que, entrando naquela nova e desconhecida etapa a rir, assim seria o resto do período, até que este novo ano se consumasse. Mas eu, foi com lágrimas nos olhos que te abrac

O Assalto

** Foi distinguido com o 1º prémio no 7º concurso literário Papel D'Arroz Editora ** Incluído na coletânea "Um Dia de Loucos" da mesma editora Naquela tarde quente de agosto, três homens conversavam, por entre a frescura bem vinda das árvores. Faziam um interessante trio. Com roupas que já conheceram melhores dias e socas de pau, espraiavam-se na pequena clareira, como que esperando alguma coisa. – Pois é como te digo, Xico. - Dizia o das fartas suíças, sentado num tronco de árvore, enquanto acariciava uma pistola ornamentada. - Desta vez não há que enganar! Se algum se armar em galaró, amando-lhe um chumbo entre os olhos, que há de logo ir dar com os cornos aos pés do mafarrico. O mais

Publicações recentes
Busca por etiquetas
Segue-me nas redes
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Consultar arquivo
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now