Deveria Estar Habituado

Na realidade, é até tudo muito simples. Um Adeus, não quero mais, E tudo termina quase como começou. Só o mundo fica como estava, mesquinho, egoísta e invejoso. Quanto a nós…Nunca mais será como era antes, Jamais o sol brilhará como brilhava, Nem o calor aquecerá como aquecia. Mas sim, o mundo ficará como antes, Não acabará, excepto da forma como o via. Já não deveria estranhar…Já aconteceu antes e por diversas vezes. Cada vez que te ias embora E eu sem saber se voltavas. Todo o fim de semana que chegava E eu ignorando se voltaria a falar-te. Em cada ida de férias E eu deseperando se te veria mais. Mas há coisas que não mudam nunca E o mundo não muda pelo nosso amor, Desenganem-se os poetas

Mitologia

Queria prender o Tempo numa garrafa Escondê-la algures onde não me lembrasse mais. Perder-lhe completamente o tino, Esquecê-la e não mais a procurar. Queria poder segurar o Sol, Conter a Sua luz em minhas mãos Para a poder levar junto de ti E mostrar-lhe como esmorece face ao teu brilho. Queria poder transportar a Lua, Encastra-la numa joia, Num colar de valor incalculavel Sabendo que sua graça Ficaria assombrada por ti Ao adornar o teu pescoço. Queria ser mágico E conjurar os Poderes, Invocar os Anjos e os Deuses Para poder mudar o Mundo E ajustá-lo só para nós. Convocaria Marte Para fazer guerra às vozes maldosas que nos odeiam. Vulcano, Para fazer espadas e ripostar com ferro à inveja. Ch

Publicações recentes
Busca por etiquetas
Segue-me nas redes
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square
Consultar arquivo
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now